29 de novembro de 2010

Faculdade

Tem muito tempo que não escrevo aqui.
Mas hoje recebi um texto que vale a pena ser postado, por todos os momentos que estamos passando ultimamente...rsrs
Lá vai....

Escolha uma faculdade.
Escolha uma novo lugar pra voce literalmente chamar de lar.
Escolha um bar.
Escolha roubar cones de transito.
Escolha roubar bancos de praça.
Escolha viver com cervejas baratas e comida instantanea.
Escolha cheirar as roupas pra saber se elas estão usáveis.
Escolha virar a noite fazendo um trabalho que deveria ter sido feito tres semanas atrás.
Escolha viver na xerocadora.
Escolha não estar em casa para ouvir reclamações.
Escolha sair a hora que quiser, como quiser e voltar so quando der.
Escolha infinitas festas em casas de desconhecidos.
Escolha cair de sono em aulas e seminários.
Escolha freqüentar aulas bebado.
Escolha ligar pedindo dinheiro para os pais.
Escolha fazer todas coisas que seus pais disseram para não fazer.
Escolha amigos foda.
Escolha as noites mais baratas ou as mais caras que você ja teve.
Escolha começar o fim de semana dois, tres dias antes.
Escolha feriados prolongados.
Escolha levar sacos de roupas sujas pra casa pra sua mãe lavar.
Escolha durmir em qualquer lugar.
Escolha AUMENTAR seu nível de tolerancia ao alcool.
Escolha a melhor fase da sua vida.
Escolha seu futuro.
Escolha ser UNIVERSITÁRIO!!

COISAS DA FACULDADE

Eu sei que tudo em excesso acaba ficando sem graça...
E que essas coisas não são para serem feitas direto :D
Mas uma hora, isso ia ter que acontecer né?
E esse semestre, ando me sentindo mais propicia a vadiagem (já escrevi sobre isso aqui..)
Hehehehe..
Enfim, as coisas melhoram (ou pioram de vez..)
Eu só sei que o semestre tá terminando, e ano que vem essa fase, provavelmente a melhor de nossas vidas, vai terminar..
Então, VAMOS CURTIR mesmo! \o/

Adoooro!

Beijos, galera!
=*

Romana Pinto.

2 de novembro de 2010

vou pra Verona...

...encontrar o meu amor.

rsrsrs
Feriado lindo, viu?
Tava em casa, de maresia...resolvi assistir dois dos muitos filmes que queria ver e não tava dando tempo! =P
A última música e Cartas para Julieta.

Pelos nomes já da pra perceber que são romancezinhos. São.
E são daqueles bem fofos, água com açúcar...com direito a choro, e muitos lenços. rsrs...
Os dois me fizeram pensar muito, já andava assim né? =P
Antes de postar aqui, fiquei pensando no que os filmes "me diziam". São duas histórias diferentes, com um ponto em comum: o amor.

A última música, tem mais a ver com o perdão. Filha que não perdoa pai por ter "abandonado" ela e o irmão na separação. Como sempre, temos duas maneiras de aprender as coisas na vida...ou por bem, ou por mal.
Enfim, Ronnie aprende da pior forma o quanto uma pessoa faz falta na sua vida.
Eu sei que não é fácil perdoar, e como sei. Perdoar é um dom. Perdoar faz bem, alivia o peito, a alma. E às vezes faz com que não percamos tanto tempo com coisas que podem ser explicadas e entendidas. Que não percamos pessoas que amamos.

"Não importa quão boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando e você precisa perdoá-la por isso."
William Shakespeare.

E falando em Shakespeare, Cartas para Julieta, inspirado em uma de suas obras, é puro amor do inicio ao fim. rsrs....
Aqueles filmes que você assiste e suspira, muito! =P
A história de uma americana, que sonha ser escritora, e pouco tempo antes de se casar decide fazer uma lua de mel antecipada. Na idéia de ter realmente uma lua de mel, cheia de romance e histórias, ela e o noivo viajam para Verona, na Itália.
A "decepção" começa quando o noivo, passa a se interessar mais pela gastronomia típica do que pela futura esposa. E a deixa livre, leve e solta pela cidade para que ela possa visitar os pontos turísticos. Num desses passeios, Sophie conhece o balcão de Julieta, onde mulheres do mundo inteiro vão ali para escrever cartas à Julieta, pedindo conselhos. E ali acha uma carta que foi escrita há 50 anos, e como uma secretária de Julieta, responde a carta, e descobre que Claire não teve coragem de enfrentar seus pais e se casar com Lorenzo. Então, Claire retorna a Itália, já velhinha, pra reencontrar seu grande amor. Aquele que ela nunca esqueceu a intensidade da cor dos olhos, o cheiro do suor...
Começa então uma busca por Lorenzo. Uma busca ao amor.
Enfim..não vou contar mais..rsrs!

"A maior história de amor já contada...é a sua."

Bom...eu chorei, chorei sim! rsrs..boba? manteiga derretida?
É, pode ser.
É que a gente não consegue deixar de fazer comparações com a nossa vida. Não dá pra ver as coisas e não lembrar. Às vezes é mais forte do que pensamos.
Enfim...são coisas da vida! e apesar dos pesares, tô bem melhor.
Viva \o/

O amor, ah....o amor! :P

Romana Pinto.